.

Ir para o Conteúdo  | Ir para o Menu  | Ir para o rodapé  | Ir para a Busca             Acessibilidade   | Intranet  |  SIC  |  Canal de Denúncia  | Ouvidoria   Botão do Instagram do Tribunal de Justiça de Roraima   Botão de acesso a rede social Facebook do TJRR   Botão de acesso ao canal de Youtube do TJRR   Botão  da Rede Social Twitter do TJRR

Selos Prêmios TJRR       

Biblioteca

LEITURA ABRE PORTAS - Projeto de incentivo à leitura para adolescentes é lançado pelo Tribunal de Justiça de Roraima

 
Foto: Nucri/TJRR
 
 
Fomentar o acesso à leitura aos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas em Roraima é um dos objetivos do projeto piloto “Leitura Abre Portas: porque ler te faz livre", lançado nessa quinta-feira, 27 de abril, no Centro de Memória e Cultura do Poder Judiciário durante a programação de aniversário de 32 anos do Tribunal de Justiça de Roraima. 
 
A ação é uma parceria entre o Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário (GMF), a Coordenadoria da Infância de Juventude (CIJ) e a Biblioteca, ambas unidades do Tribunal de Justiça de Roraima, juntamente com Centro SocioEducativo Homero de Souza Cruz Filho (CSE). 
 
O presidente do Poder Judiciário roraimense, desembargador Jésus Nascimento, ressaltou a importância da iniciativa para a mudança de vida dos adolescentes e a reinserção na sociedade. 
 
“O Poder Judiciário está fazendo  a sua parte com essa função social. O projeto tem o objetivo de mostrar para os do CSE a importância da leitura e do estudo para a vida deles”. 
 
Para que o projeto possa ser realizado com os adolescentes, o Poder Judiciário de Roraima irá disponibilizar inicialmente um acervo com cerca de 50 livros de literatura infantojuvenil e gibis que será ampliado e atualizado periodicamente, para que as obras possam ser trabalhadas pelos professores, com atividades de estímulo do senso crítico, juntamente com os adolescentes, e um notebook para o desenvolvimento das atividades dos profissionais que atuam no segmento.
 
 
O Supervisor do GMF, desembargador Almiro Padilha, destacou o papel do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário para o êxito do projeto. 
 
"Nós podemos ajudar fomentando esse projeto, arrecadando livros, fazendo com que esses adolescentes se interessem pela leitura.  Falando que aquele momento que estão passando é passageiro e eles podem seguir na vida sendo vitoriosos. É isso que o GMF quer e irá fazer”.
 
A idealização do projeto prevê também a realização de campanhas de doação de livros com critérios definidos, de eventos culturais visando o incentivo a leitura e a organização de workshops, oficinas, laboratórios e cursos que auxiliem na construção de habilidades que contribuam para o desenvolvimento profissional. 
 
Segundo a bibliotecária do TJRR, Madrice Cunha, o projeto irá estimular o raciocínio, aprimorar a capacidade interpretativa e proporcionar um enriquecimento cultural, o acesso e estímulo à leitura é essencial para ampliação das condições de convívio social e de interação.
 
 
A Bibliotecária Maryluci Melo comentou que o projeto foi pensado para acolher os adolescentes por meio da leitura.
 
“A filosofia do projeto é que por meio da leitura é possível mudar os pensamentos e as intenções, considerando que as intenções devem ser sempre alinhadas com as ações, corroborar para que eles possam por meio da leitura ter nova atitude diante da vida”.
 
O Gerente da Unidade de Internação do CSE, Genildo Pedro da Silva, o projeto irá auxiliar tanto na educação dos adolescentes, na busca por conhecimento, quanto no convívio social e na manutenção da saúde mental dos mesmos. 
 
A ideia é de que o projeto alcance, futuramente, todo o público que cumpre medidas socioeducativas no estado de Roraima, com implantação em cada unidade prisional. 
 
Estiveram presentes na solenidade ainda o diretor da Escola do Poder Judiciário (EJURR) e coordenador do Centro de Cultura e Memória, desembargador Cristóvão Suter, o juiz Marcelo Lima de Oliveira, coordenador da Infância e Juventude (CIJ) do TJRR e presidente da Associação dos Magistrados de Roraima (Amarr), o  juiz titular da 1ª Vara da Infância e Juventude, Parima Dias Vera e a secretária de Trabalho e Bem-Estar Social, Tânia Soares de Souza.
 

Horário de Funcinamento

A Biblioteca funciona para o público interno e externo de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 8 às 15h, de acordo com a Port. SG 07/2019.

Como Chegar

Endereço: Prédio Administrativo Luiz Rosalvo Indrusiak Fin.
Av. Ene Garcez, 1696, São Francisco, Boa Vista- RR - CEP: 69305-135

Ícone WhastsApp Ícone Instagram TJRR Ícone Twitter TJRR Ícone Facebook TJRR Ícone Linkedin TJRR Ícone Spotify TJRR Ícone TikTok TJRR Ícone Youtube TJRR

Palácio da Justiça - Desembargador Robério Nunes dos Anjos

Endereço: Praça do Centro Cívico, 296 - Centro - 69.301-380

Telefones:

3198-2800 - Palácio da Justiça
3198-4700 - Fórum Cível
3194-2699 - Fórum Criminal
3198-4900 - Prédio Administrativo
3621-5100 - Vara da Infância e Juventude

Logomarca do Tribunal de Justiça de Roraima

PLANTÕES DE ATENDIMENTO - SÁBADO, DOMINGOS E FERIADOS

Plantão Judicial 1ª Instância: ☎ (95) 98404 3085
Plantão Judicial 2ª Instância: ☎ (95) 98404 3123
Núcleo de Plantão Judicial e Audiência de Custódia: ☎ (95) 98404 3085
Plantão Vara da Justiça Itinerante: ☎ (95) 98404 3086

.
Acessibilidade Visual
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte