.

Ir para o Conteúdo  | Ir para o Menu  | Ir para o rodapé  | Ir para a Busca             Acessibilidade   | Intranet  |  SIC  |  Canal de Denúncia  | Ouvidoria   Botão do Instagram do Tribunal de Justiça de Roraima   Botão de acesso a rede social Facebook do TJRR   Botão de acesso ao canal de Youtube do TJRR   Botão  da Rede Social Twitter do TJRR

Selos Prêmios TJRR       

Projeto Leitura Abre Portas completa um ano e celebra na semana do aniversário do Tribunal de Justiça de Roraima

Fotos: Nucri TJRR
 
O projeto Leitura Abre Portas do Tribunal de Justiça completou um ano de implantação e a comemoração veio em dobro, pois ocorreu na semana de aniversário dos 33 anos do Poder Judiciário Roraimense.
 
A programação contou com apresentação do Coral de Adolescentes do Centro Socioeducativo Homero de Souza Cruz Filho e do Semiliberdade, que é dirigido pelo professor de música Cleber Portugal. Eles cantaram as músicas Viva a Vida de Felipe Duran, Hotel Califórnia na versão Instrumental e Manias de Janeiro de Neuber Uchôa.
 
O momento de celebração contou ainda com exposição de desenhos produzidos durante oficina realizadas pelo Projeto Leitura Abre Portas e ministrada pelos professores José Almeida e Carlos Morais, no CSE.
 
Nesta data também, dia 23 de abril, se comemora o Dia Mundial do Livro, que foi escolhida pela UNESCO em 1995 para promover a leitura, em homenagem a Miguel de Cervantes e William Shakespeare e Inca Garcilaso.
 
O evento teve a participação dos adolescentes do Sistema Socioeducativo e familiares. Durante a programação eles ainda tiveram a oportunidade de conhecer o Centro de Memória e Cultura do Poder Judiciário de Roraima.
 
Para o presidente do TJRR, desembargador Jesus Nascimento, a data é importante para reforçar a proposta do projeto e falou sobre a importância da leitura e do diálogo nos dias atuais. “Dando continuidade ao projeto Leitura Abre Portas, houve palestras, falamos sobre livros, sobre leitura e propósito de vida. Um dia muito importante, o trabalho do Tribunal de Justiça voltado para a juventude roraimense. Muita felicidade no dia de hoje”, celebrou o presidente.
 
O assessor especial do Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do TJRR, Dagoberto Gonçalves, afirmou que este primeiro ano é uma referência para a continuidade dos trabalhos. 
 
“Juntando o incentivo à leitura com o reforço na educação, o resultado só podia ser sucesso. Nesse um ano, já são mais de 500 obras lidas e resenhadas por eles [adolescentes internos do CSE]. Isso mostra o caminho que o título do projeto já diz: Leitura Abre Portas, abre portas para um futuro melhor”, destacou.
 
A bibliotecária do TJRR e integrante do projeto, Madrice Cunha, ressaltou que este momento de celebração é algo para ficar na história da vida dos adolescentes e de todos os envolvidos. “Esses adolescentes terão um futuro brilhante, são talentosos na música, na literatura, nas artes, nos desenhos e nas ilustrações dos livros que eles trabalharam”, pontuou a bibliotecária ao citar a participação de Tilho Filgueiras, escritor roraimense e autor do livro: “O Daniel Sapeque e o Diamante Azul de Tepequém”, uma das obras trabalhadas pelos adolescentes.
 
Escritor e membro da Academia Roraimense de Letras, Tilho Filgueiras, falou da relevância do evento. “Foi gratificante e a maior recompensa de todo escritor é ver que sua obra transcendeu fronteiras e está dando frutos positivos, sobretudo com um projeto humano e sensível que atende adolescentes que cumprem medidas socioeducativas”.
 
Os adolescentes entregaram produtos confeccionados artesanalmente para as autoridades presentes e ainda leram o texto “O Remo” como símbolo da união e cooperação entre os povos originários de autoria de Genildo Silva, diretor do CSE.
 
 
O coordenador estadual da política socioeducativa, Hugo Vissoto, falou da importância do projeto. “É uma felicidade ter como parceiros o sistema de justiça através do TJRR e o GMF, que nos possibilitou o desenvolvimento do “Leitura Abre Portas”, sendo peça fundamental de transformação na vida dos jovens e adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa”.
 
O projeto é desenvolvido por meio de parceria entre o Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário do TJRR, a Coordenadoria da Infância e Juventude, a Biblioteca Judiciária e o programa Justiça Comunitária, juntamente com o Setrabes por meio do Centro Socioeducativo Homero de Souza Cruz Filho (CSE). Tem o intuito de promover a cultura e incentivar a leitura entre os jovens e adolescentes que cumprem medidas socioeducativas.
 
Estiveram presentes no evento, magistrados do TJRR, secretários, diretores, equipes técnicas e pedagógicas do CSE, membros da Academia Roraimense de Letras e da Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social. A solenidade de um ano de ações do projeto ocorreu no Espaço de Eventos do TJRR, localizado na rua Juscelino Kubitscheck, 837, São Pedro, às 10h de terça-feira, 23.
 
Ícone WhastsApp Ícone Instagram TJRR Ícone Twitter TJRR Ícone Facebook TJRR Ícone Linkedin TJRR Ícone Spotify TJRR Ícone TikTok TJRR Ícone Youtube TJRR

Palácio da Justiça - Desembargador Robério Nunes dos Anjos

Endereço: Praça do Centro Cívico, 296 - Centro - 69.301-380

Telefones:

3198-2800 - Palácio da Justiça
3198-4700 - Fórum Cível
3194-2699 - Fórum Criminal
3198-4900 - Prédio Administrativo
3621-5100 - Vara da Infância e Juventude

Logomarca do Tribunal de Justiça de Roraima

PLANTÕES DE ATENDIMENTO - SÁBADO, DOMINGOS E FERIADOS

Plantão Judicial 1ª Instância: ☎ (95) 98404 3085
Plantão Judicial 2ª Instância: ☎ (95) 98404 3123
Núcleo de Plantão Judicial e Audiência de Custódia: ☎ (95) 98404 3085
Plantão Vara da Justiça Itinerante: ☎ (95) 98404 3086

 

Ícone Mapa do Site     Banner Radar da Transparência Pública

.
Acessibilidade Visual
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte